Notícias

Greves

Entregadores por aplicativo protestam contra preço dos combustíveis

Foto: Reprodução

Um grupo de motociclistas, que faz entregas por aplicativo, realizou um protesto na noite de ontem (9) em um posto de combustível, na avenida do CPA, contra a alta nos preços dos combustíveis. Com muito buzinaço, os condutores estavam uniformizados e gravaram vídeos para a chamar mais colegas de trabalho. Pelo menos 50 profissionais participaram. Eles destacam que, com esse valor, não estão mais conseguindo fazer entregas.

Um motociclista disse que, com os sucessivos aumentos dos combustíveis, trabalhar está impraticável.

Eles pedem a redução do ICMS sobre o preço – imposto cobrado pelo governo estadual. Nesta terça (09), gasolina e diesel ficaram ainda mais caros nas refinarias. E, com a alta dos combustíveis, ocorrida em todo Brasil, as bombas de combustíveis na Grande Cuiabá estão chegando, em média, a R$ 5,70 (gasolina) e a R$ 4,50 (etanol).

A Petrobras anunciou na segunda (8) o sexto reajuste do preço da gasolina e o quinto no diesel apenas neste ano. O último aumento de preços aconteceu na semana passada.

Com isso, o preço médio do litro da gasolina na refinaria para a distribuidora é de R$ 2,84, um aumento de R$ 0,23 por litro. O preço médio do diesel na distribuidora passa a ser de R$ 2,86, um aumento de R$ 0,15 por litro. Nos postos, o consumidor paga muito mais por causa dos impostos. Há postos vendendo gasolina a R$ 6,00.

RD NEWS

Veja ainda

  • Recorrente/ Brasil entra mais uma vez na lista da OIT de suspeitos de violar normas trabalhistas

  • Inteligência artificial e o Poder Judiciário

  • Resultado inesperado/ Júri condena policial branco que matou homem negro nos EUA

  • Fenajufe lança campanha contra a Reforma Administrativa em painéis de LED