Notícias

Gerais

Festa no Parque das Águas é criticada por grande aglomeração e pessoas sem máscara; Veja vídeos

 

Da Redação - Isabela Mercuri

Foto: Reprodução

Festa no Parque das Águas é criticada por grande aglomeração e pessoas sem máscara; Veja vídeos

Uma festa no Parque das Águas, realizada na noite de sábado (19), gerou revolta nos cuiabanos pela grande aglomeração e pessoas sem máscara ou distanciamento social. Com os casos e mortes pelo novo coronavírus (Covid-19) aumentando, assim como a ocupação dos leitos de UTI, internautas ficaram indignados com o evento.

Leia também:
Mato Grosso registra 469 novos casos e quatro óbitos por Covid-19 em 24 horas
 
A festa, organizaca pela Aram Produções, trouxe o DJ Vintage Culture, além de outros como Luciano Lyllo, Thalisson, Douglas Mariusso e Fábio Serra. O ingresso para a festa custava R$ 300, mas também era obrigatória a doação de um quilo de alimento não perecível, que seria doado para a campanha “Natal Sem Fome”, organizada pela primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e pela Secretaria Municipal de Assistência Social. A iniciativa de doação dos alimentos foi dos organizadores do evento.
 
Até a noite de sábado (19), Mato Grosso já havia registrado 171.959 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.320 óbitos em decorrência da doença. A taxa de ocupação estava em 42,93% para UTIs adulto e em 17% para enfermarias adulto.

No dia anterior à festa no Parque das Águas, na casa de shows Musiva, um show da dupla Bruno e Marrone também reuniu grande quantidade de pessoas, a maioria sem máscaras. 






 
Outro lado

 
O Olhar Direto entrou em contato com a Prefeitura de Cuiabá e com a Aram Produções. A Prefeitura se manifestou por meio de nota:

A Prefeitura de Cuiabá informa que, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano e Sustentável, juntamente com a Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb), responsável por administrar o Parque das Águas, emitiram autorização para a realização de evento no último sábado (19) no local. 

Entretanto, o documento liberava a participação de apenas 300 pessoas, das 17h às 23h, com comprometimento registrado de que a empresa seguiria as normas de biossegurança em razão da pandemia do novo Coronavirus, como uso de máscara, distanciamento de 1,5m  e disponibilização de álcool 70% ao público. 

A liberação foi feita com base no decreto 8.204, de 19 de novembro de 2020, que autoriza a realização de eventos, respeitando o limite de 70% da capacidade total do ambiente.

O Município vai apurar as denúncias sobre aglomeração para tomar as devidas providências.

Oportuno ainda esclarecer que a Prefeitura de Cuiabá não patrocinou o evento realizado no último sábado (19), no Parque das Águas. 

Solidários à campanha do Natal Sem Fome, os organizadores se disponibilizaram a arrecadar alimentos e, dessa forma, fomentar a ação social.


Um dos organizadores também se manifestou:

Nós fizemos tudo que estava ao nosso alcance. Só podia entrar com máscara, mas infelizmente as pessoas tiram. La o espaço era  grande, o evento trabalhou com menos de 50% da sua capacidade... havia em todas mesas álcool em gel.

Olhar Direto

Veja ainda

  • Técnicos Judiciários e os prejuízos oriundos da retirada da sobreposição

  • SINDIJUFE-MT discute sobre Covid-19 e anuncia providências em defesa da Categoria em Mato Grosso

  • 13 - EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA E VIRTUAL

  • Centrais sindicais listam vacinação e auxílio emergencial como pautas prioritárias para 2021