Notícias

Gerais

Polícia Federal apura ameaças terroristas contra ministros do STF

Ministros do STF entrando no plenário para início da sessão. (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)

Ministros do STF entrando no plenário para início da sessão. (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)

 

Segundo a PF, foram encontrados insultos ‘genéricos’ contra os ministros em sites da DeepWeb

A Polícia Federal divulgou uma nota para esclarecer sobre supostas ameaças terroristas contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), notícia veiculada no jornal Folha de S. Paulo na tarde desta segunda-feira 17.

 

Segundo o órgão, a PF informou o ministro Alexandre de Moraes de forma “preventiva” sobre alguns monitoramentos de rotina que identificaram trocas de mensagens ofensivas contra os ministros na DeepWeb – local da internet sem rastreamento próprio de IP e conhecido por possuir redes de crimes ocultas.

A Polícia classificou as ofensas como “genéricas” e sem “indícios de qualquer planejamento elaborado de possível atentado”. Mesmo assim, o Supremo foi informado sobre a abertura de um inquérito para investigar, em sigilo, a natureza das mensagens e dos respectivos autores.

Os ministros ainda não se posicionaram sobre o ocorrido.

CARTA CAPITAL

Veja ainda

  • Conselho de Medicina pede que governador alugue quartos em hotéis para profissionais da saúde

  • Especialista analisa projeto de lei de redução do salário dos servidores

  • A FEBRIL INDÚSTRIA DO VÍRUS: Uma mina de ouro para os laboratórios

  • Governo edita Medida Provisória permitindo corte de salários. Compensação virá por seguro-desemprego