Notícias

Notícias

Sindicato busca sindicalizados para se fortalecer na defesa dos direitos da Categoria

Num cenário de crescentes ataques aos direitos da classe trabalhadora, é preciso unir forças e se fortalecer para o enfrentamento do novo governo e dos novos parlamentares do País, que retomarão a briga pela implantação da Reforma da Previdência nos mesmos moldes da Reforma Trabalhista e da Terceirização Irrestrita. Este é o entendimento do SINDIJUFE-MT, que desde já vem procurando aumentar o número de apoiadores através de uma campanha de novas sindicalizações, desencadeada sobretudo nas cidades do interior de Mato Grosso.

 

O trabalho vem sendo realizado com destaque pelo advogado Bruno Boaventura, que nesta terça-feira (09/10) foi a Sorriso, para uma visita aos servidores da Justiça do Trabalho. O assessor jurídico já esteve em várias cidades, aproximando o Sindicato dos Servidores e pedindo a adesão de quem ainda não é sindicalizado.

 

A ação faz parte do planejamento da atual gestão do SINDIJUFE-MT. Focado na defesa incessante dos interesses da Categoria, o Sindicato tem travado inúmeras batalhas ao longo de sua existência, algumas já encerradas com vitória, e outras ainda em andamento, como a Reforma da Previdência, em que o governo até agora só não conseguiu a aprovação graças à tempestividade e combatividade das entidades sindicais em barrar as votações.

 

A sobrevivência da Justiça do Trabalho após a implantação da Reforma Trabalhista tem sido outra luta interminável, e o SINDIJUFE-MT atua não apenas pela preservação de direitos adquiridos como o da jornada de 6 horas na Justiça Eleitoral e implantação do banco de horas, mas também na cobrança da implementação de outros direitos assegurados na Constituição Federal, como é o caso da data-base. E tem ainda a questão dos quintos incorporados e dos 13,23%, dentre outras.

 

Para a Diretoria do SINDIJUFE-MT, entretanto, por mais que todas essas ações de luta estejam sendo realizadas em defesa da Categoria, é preciso fortalecer os vínculos com quem a entidade representa, sobretudo com os servidores lotados no interior do Estado.

 

A Presidente do Sindicato, Jamila Abrão, observa que os servidores devem estar imbuídos no propósito de fortalecer o sindicato, haja vista que é a entidade que luta e representa os servidores em todas as esferas, e as categorias que não estiverem organizadas sofrerão as consequências de sua inércia. "Um sindicato forte é feito por todos nós", diz a presidente.

 

Conforme Bruno Boaventura, a iniciativa do Sindicato no sentido de interiorizar as suas ações tem estimulado a participação dos servidores. Em Sorriso, por exemplo, tiveram 2 novas filiações. Um dos sindicalizados, Luiz Gabriel Correia Sanches declarou que, “mais do que nunca, hoje a sindicalização é essencial, pois com esta nova composição do Congresso Nacional o ataque à Justiça do Trabalho vai ser implacável, e o Sindicato é quem fica na linha de frente para defender os direitos da Categoria.”

A continuidade da existência da Justiça do Trabalho como um todo, segundo ele, dependerá de ações desencadeadas pelo SINDIJUFE-MT e outras entidades sindicais. O outro novo sindicalizado, Joel Nunes Bulati, completa as declarações do colega assinalando que “tanto os servidores quanto os tribunais têm o dever de lutar contra uma possível extinção dos direitos.”

 

"Com a sindicalização queremos mostrar para a sociedade que nós estamos fortes e presentes, e acreditamos que esta instituição (a Justiça do Trabalho) deve ser preservada para continuar defendendo os direitos de todos os trabalhadores", concluiu Joel.

 

Luiz Perlato/SINDIJUFE-MT

10 10 2018





 

Veja ainda

  • REFORMA DO ESTATUTO/SINDIJUFE-MT retoma votação no TRE. Veja como foi a votação na JF

  • Encontros da Fenajufe apontam a necessidade de união da Categoria para enfrentamento dos ataques a direitos

  • Servidores federais cobram negociação e resposta à pauta no Planejamento

  • Rumo a uma economia sem trabalhadores?