Vídeos

Intolerância e democracia

 

 

Maria Rita Kehl é formada em psicologia pela USP e Doutora em Psicanálise pela PUC-SP, também é ensaísta e jornalista. Foi editora do Jornal Movimento, um dos mais importantes veículos da imprensa alternativa durante a Ditadura. Publicou vários livros, entre eles: "Ressentimento"; "Deslocamentos do Feminino" e o "O tempo e o cão - atualidade das depressões" que ganhou o prêmio Jabuti do Ano de 2010. No mesmo ano, Ela Também recebeu o Prêmio Direitos Humanos do governo federal na categoria "Mídia e Direitos Humanos". Maria Rita Kehl fez parte da Comissão da verdade que apurou violações de Direitos Humanos ocorridas entre 18 de setembro de 1946 e 5 de outubro de 1988.

Veja ainda

  • Os sindicatos precisam se reinventar, destaca juíza do Trabalho

  • CONSIDERAÇÕES SOBRE A REFORMA PREVIDENCIÁRIA